Bayonetta (X360)

10 09 2010

Como de costume, eu só fui jogar Bayonetta a partir do mês passado. O motivo é o de sempre: eu espero o preço abaixar um pouco e pego o jogo quando ele está por menos de R$ 100. (neste caso eu comprei ele por R$ 70, ótimo estado). O único ponto baixo disso é que eu acabo jogando depois de todo mundo. Isso porém não influi em nenhum aspecto na diversão que o jogo normalmente me proporcionaria.

Pois bem, comecei o jogo no modo Normal e os combos foram me fascinando. A fluidez deles e os efeitos eram incríveis (e sem piadinhas de “ver Bayonetta pelada” porque a minha versão é Européia, cheia de censura. Na verdade eu não sei se as outras também são assim, mas o demo era bem diferente). Durante a jogatina nos primeiros levels do jogo, hora e outra aparecia aquele “anjo” com duas cabeças de dragão (Fortitudo, acho). Ali, de alguma forma ele foi moldado na minha mente como “chefão final”. Cá entre nós ele tem um aspecto de chefe (afinal ele é um) e o lance dele fica pentelhando toda hora e a gente nunca matar ele era algo que fortalecia minha “teoria”.

Dai, alguns levels depois eu vou e batalho com ele. Se você já jogou Bayonetta, deve estar se perguntando: e daí?

E eu digo: o estilo de combate contra esse chefe é parecidíssimo com o estilo de combate do último chefe de Devil May Cry 4 (ainda controlando o Dante). Foi então criada uma ponte e eu já estava intrigado me perguntando se aquele era realmente o último chefe (ainda mais por conter várias ” fases” dele). No fim ele era apenas o primeiro (o último viria a ser algo vinte vezes maior que ele).

Agora, o fato por trás disso, o motivo d’eu ter citado isso tudo é pra apontar esse grande diferencial do Bayonetta. Cada chefe pode ser tratado como um “chefe final”, tendo de fato um porte pra isso. Sobre os combos (outro diferencial incrível do jogo), a medida que você avança e que coleta os “LP’s”, você adquire novas armas e com elas uma vasta gama de combos é aberta. Ou seja, chegou numa parte do jogo e tá cansado de usar as pistolas? Põe o patins e usa a espada! Cansou? Pega a garra, coloca no braço e coloca uma bazuca na perna! Cansou? Agora coloca a garra na perna e equipa o chicote! Combinações é o que mais tem. Existem inclusives “fragâncias” que liberam uma nova roupa para a Bayonetta consoante o equipamento que você está no momento.

A nota 10 na Famitsu pra mim está mais que justificada.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: